Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

A importância de ensinar seu filho a ser um bom torcedor de futebol!

A Barata Diz Q Tem

A cena não é rara, especialmente em fotos postadas nas redes sociais: o bebê acaba de nascer e já tem uniforme completo do time de futebol preferido da família. Dentro da barriga da mãe, já havia ganhado presentes com tema de determinado clube. E antes mesmo de todos saberem se era menino ou menina, já tinham certeza de que torcer pelo time escolhido pelos adultos. E não há problema nisso — desde que haja preocupação em ensinar a criança a ser um bom torcedor de futebol. Saiba como fazer isso no post de hoje:

A sociabilidade e o respeito em campo

Torcer por times de futebol é uma prática muito comum na cultura brasileira. A criançada aprende as regras do jogo e pratica a “pelada” desde bem pequena. E essa prática é fundamental para a criação de empatias, laços sociais e alguns preceitos, como saber perder e seguir regras preestabelecidas. O respeito ao time adversário e a comemoração coletiva também merecem destaque.

Mas quando está nas arquibancadas, torcendo para o time do coração, o que não pode passar em branco é a percepção de que deve existir respeito entre torcedores e torcidas dos times que estão em campo — de um lado ou de outro. O time adversário pode ser diferente do seu, mas merece o mesmo respeito, ainda que não tenha o mesmo prestígio ou quantidade de títulos de campeonatos.

A tolerância nas arquibancadas

O noticiário está sempre cheio de narrativas chocantes sobre brigas de torcidas e violência entre torcedores. Infelizmente, é comum ver brigas graves decorrentes do atrito violento entre pessoas que não souberam respeitar a torcida adversária. Um grito, um gesto, uma discussão qualquer podem se tornar um combate, às vezes de um contra vários torcedores. E isso, como a gente sabe, sempre acaba muito mal.

A torcida do jeito certo

O ódio que pode nascer desse confronto não faz o menor sentido, mas existe e traz consequências graves às pessoas e às suas famílias. A tolerância e o respeito às escolhas do outro são essenciais à formação do bom torcedor de futebol. Saber que o cenário da bola precisa de diversos times é o mais básico de tudo. E isso se aprende também dentro de casa, com os exemplos na nossa sala de TV.

Quando o pai grita muito, dá socos, fala palavrões durante a partida ou quando o time perde, é claro que a criançada vai achar que é assim que se torce. Se o irmão, a mãe, a irmã perdem a cabeça, dizem frases agressivas sobre os outros times e fecham a cara o resto da semana, é claro que isso prejudica a formação de torcedores mais tolerantes.

E se há vários times, também há torcedores para todos, com seus uniformes e bandanas das cores específicas. É assim que se joga, é assim que se torce. Não há razão para fomentar o ódio entre as pessoas só porque cada uma escolheu um time.

O papel da família

Futebol e modos de torcer são aprendidos em casa e com os amigos. É muito importante incentivar os filhos a escolherem um time pelo qual torcer — inclusive deixando que a escolha seja deles (é preciso estar preparado para respeitar as cores do adversário até dentro de casa)!

Mas é fundamental ensinar e discutir as questões de sociabilidade e respeito que precisam fazer parte deste jogo. Há uma expressão para esse modo amistoso de torcer que é o fairplay, um modo leal de agir e que deve ser aprendido por todos. 

Conte para nós o que você faz para ensinar seu filho a ser um bom torcedor de futebol! Deixe um comentário compartilhando suas experiências!

Assinatura Equipe

template_banner_final_post_como_transmitir

CLIQUE NA IMAGEM PARA FAZER O DOWNLOAD

Esse conteúdo foi útil?
1.00 avg. rating (45% score) - 1 vote

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.