Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Brincar no chão – O piso ideal para o quarto das crianças

A Barata Diz Q Tem

Crianças adoram brincar no chão, todo mundo sabe disso. Daí, quando chega o momento de preparar a casa para a chegada do bebê, vem a questão: qual o piso ideal para o quarto das crianças?

É bom pensar que as crianças vão passar boa parte do tempo neste local e muitas vezes estarão brincando no chão. É também importante considerar as fases de desenvolvimento da garotada e a liberdade de se ficar solto pela casa. Por isso, na hora de escolher o material para revestir o piso, é necessário levar em consideração pontos relevantes como o tato, a temperatura, o cheiro, o aconchego e a segurança.  E nesse momento, fazer a escolha certa é fundamental.

O que considerar na hora da escolha?

Quando pensar no quarto do bebê pense no seu desenvolvimento. Em pouco tempo ele estará engatinhado e aí, é deitar e rolar. Na fase seguinte a criança dará os primeiros passos e pra isso é preciso ter confiança.

Ao definir  o piso para o quarto dos pequenos lembre-se que ele deve ter um toque suave. É Interessante que seja antiderrapante mas cuidado com as texturas, elas podem ferir a pele sensível da criança.

E qual o melhor revestimento?

Não há uma receita pronta para escolher o piso do quarto do seu filho assim como não há um material perfeito. Sendo assim, é importante avaliar as condições ambientais e o bem-estar.

Regiões quentes aceitam pisos frios como cerâmicas e porcelanatos.  Para estes, exclua os  esmaltados e polidos, eles se tornam muito escorregadios quando um líquido cai sobre a superfície.  Prefira os acabamentos natural ou acetinado que também são fáceis de limpar. Usando pisos cerâmicos é bom atentar para a escolha da cor: quando muito claros podem dar trabalho, um simples fio de cabelo pode dar a impressão que tudo está sujo. Além disso, um rejunte claro vai escurecer com o pano úmido na hora da limpeza. Em pouco tempo um piso uniforme pode se transformar num imenso xadrez.

As regiões mais frias devem privilegiar os pisos mais quentes ou neutros.  Mas se sua casa já tem um piso frio, o tapete de EVA pode ser uma boa opção para cobrir o lugar de brincar.

Evite revestimentos que podem juntar pó. Carpetes e tapetes são difíceis de limpar e o acúmulo de poeira pode causar problemas respiratórios  e desenvolver alergias.

Os pisos vinílicos são ótima opção principalmente com relação a acústica e a limpeza. São antialérgicos e ótimos ao tato. Aqui, um fabricante confiável é fundamental pois a qualidade pode interferir na durabilidade e na execução (podem se soltar em  pouco tempo e você terá muita dor de cabeça). Procure material e execução com garantia.

Quanto a manta vinílica, esta pode ser personalizada e fixada em diversas dimensões.  Elas podem oferecer várias estampas mas o preço pode ser bem salgado.

Especialistas dizem que as crianças tem muita sensibilidade ao cheiro. Já que é assim, descarte materiais com forte odor e deixe que a criança sinta todos os cheiros da casa, afinal, isso também faz parte do seu desenvolvimento.  Nesse quesito, preste muita atenção nos pisos sintéticos, principalmente os importados.  Alguns, fabricados de madeira ou bambu, têm forte odor que certamente causarão incômodo às crianças. Mas outros, tais como os laminados e flutuantes (laminados de alta pressão ou de alta resistência), são fáceis de instalar e limpar, não são frios, não riscam e são ótimos ao tato.  Nesse caso vale considerar o fato de que eles podem ser um pouco barulhentos. Quando o bebê estiver dormindo será necessário um cuidado especial!!!

E os importados?

E por falar em importados, fiquem atentos.  O mercado está cheio de materiais que atraem pelo preço mas nem sempre são de boa qualidade ou estão de acordo com as normas brasileiras. Os problemas podem ser os mais diversos. Além do cheiro, citado anteriormente, as peças de revestimento podem ter dimensões e cores diferentes no mesmo lote,  ser desniveladas ou ter baixa dureza.  O problema aparecerá na hora do assentamento: as peças podem ficar desalinhadas, manchadas ou marcadas em pouco tempo. Além disso, pequenos degraus podem causar acidentes quando os pequenos estiverem aprendendo a caminhar. Tendo baixa dureza vão riscar com facilidade. E afinal, revestimentos que riscam não vão combinar com as atividades da criançada. Nesse quesito podem ser incluídas as madeiras  maciças.

Na dúvida, se não conhecer, opte por produtos nacionais. As normas brasileiras são bem rígidas e nossos produtos geralmente são de muita qualidade, não é a toa que são exportados para vários países.

E então, gostou das dicas? Como é o local de brincar de sua casa? Faça seu comentário!

Harlley Torres é Arquiteto e Doutor em Engenharia de Materiais

E-book brincar aprendendo

CLIQUE NA IMAGEM PARA FAZER O DOWNLOAD

Esse conteúdo foi útil?
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.