Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Como os brinquedos ensinam as crianças a lidar com as diferenças

A Barata Diz Q Tem

As crianças de hoje estão crescendo em um mundo globalizado, onde a tecnologia moderna facilita o acesso à informação e a interação entre os povos. Consequentemente, estão travando conhecimento com a grande diversidade cultural, racial, religiosa e de gênero cada vez mais cedo.

Os pais e educadores estão diante do desafio de ensinar valores como respeito, aceitação e empatia ao lidar com as diferenças. Nesse momento, mais do que palavras, as crianças precisam de exemplos. Então, é preciso mostrar aos seus filhos que o racismo e o preconceito são práticas intoleráveis e que ser diferente não significa ser inferior, já que qualquer ser humano merece respeito, independentemente de raça, religião, nacionalidade ou identidade de gênero.

Já sabemos que criança aprende brincando, então façam dos brinquedos e das brincadeiras importantes aliados no momento de ensinar às crianças a como lidar com as diferenças. Veja algumas sugestões para preparar a meninada para um mundo mais inclusivo:

Bonecos e bonecas representando crianças especiais

Os bonecos e bonecas com órgão sexual masculino e feminino, além daqueles com diferentes tons de pele, já estão no mercado há um bom tempo. Agora, a indústria de brinquedos começa a lançar produtos que mostram deficiências físicas, como bonecas de óculos e de bengala, ou usando aparelho para surdez, ou com vitiligo. Até a Barbie cadeirante já pode ser encontrada!

Brinquedos representando diferentes culturas

Presenteie as crianças com brinquedos que mostrem a imensa diversidade cultural em que vivemos, como os bonecos e bonecas em trajes típicos de diferentes países.

Apresente a eles a boneca russa matrioska, por exemplo, e contem sobre o país de onde ela veio, sua língua, seus costumes, de que tipo de comida ela gosta. Há vários brinquedos que representam diversos países e que podem render divertimento e aprendizado ao mesmo tempo.

Livros e filmes são sempre apreciados

Seja no cinema, em DVD ou em livros, as histórias são fundamentais para o aprendizado e a formação dos pequenos, contribuindo assim, para construir uma sociedade com cidadãos mais inclusivos.

Histórias como a de Mogli, Pocahontas, Aladim e tantas outras são preciosas para exemplificar a diversidade cultural. O Patati Patatá fez um belo trabalho no DVD “Volta ao Mundo”, conhece? Já para mostrar as diferenças de identidade de gênero, um bom livro é “Meus Dois Pais”, de Walcyr Carrasco, que apresenta um modelo familiar diferente do tradicional. Outra boa indicação de livro é “Malala, a menina que queria ir para a escola”, de Adriana Carranca, que conta a história da garotinha muçulmana que enfrentou o radicalismo dos talibãs pelo direito à educação feminina.

Um globo terrestre e um mapa-múndi

Ter em casa um globo terrestre ou um mapa-múndi para falar de outras culturas mostrando a localização dos países é uma ótima forma de explicar a grandeza que é o nosso mundo. Quando a TV mostrar notícias, filmes ou desenhos animados ambientados em diferentes culturas, mostre no globo ou no mapa o país mencionado, fale sobre a língua, os costumes, a comida e o modo de vida das crianças que moram lá. Há ótimos jogos educativos para ensinar sobre o Brasil e seus estados. Assim, além de divertir as crianças, você pode mostrar onde vivem os índios e falar da cultura indígena, ou mostrar os estados onde a população de origem africana é predominante, como na Bahia, por exemplo. 

O teatro também ensina a lidar com as diferenças

Trajes típicos de diferentes países podem ser improvisados com pedaços de tecidos. Vista a turminha com saris indianos, quimonos japoneses, turbantes árabes e até a burca ou o véu muçulmano!

Mostre a foto da menina Malala Yousafzai usando o véu e conte a sua história. Vale a pena ter criatividade e imaginação para falar sobre diferentes culturas.

Uma coleção de moedas estrangeiras

Peça a parentes e amigos para trazerem moedas das viagens para presentear as crianças. Ao entregar as moedas, o viajante pode contar a história do país, de onde elas vieram e das pessoas que vivem lá.

Na falta de moedas verdadeiras, compre algumas de brinquedo mesmo!

Cozinhando também se aprende

Apresente à criançada a culinária dos outros países! Vocês podem comprar ou preparar comidas típicas como a japonesa, a chinesa, a indiana ou a africana, por exemplo, e usar os kits de culinária para brincar e aprender a diversificar o paladar provando diferentes sabores de diferentes culturas.

Essas são apenas algumas sugestões de brinquedos e brincadeiras que educam as crianças sobre as questões das diferenças. Você pode também levá-las a eventos culturais ou a restaurantes típicos de outros países. As que já estão em idade escolar podem ser incentivadas a trocar e-mails ou cartas com crianças estrangeiras.

Lembre-se de que o mais importante é que o seu exemplo como educador seja firme e consistente no sentido de aceitar e respeitar as diferenças. Esperamos seus comentários e a sua visita ao nosso site!

Assinatura Equipe

Esse conteúdo foi útil?
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.