Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Férias de julho: 7 brincadeiras educativas para animar as crianças

A Barata Diz Q Tem

Férias! Essa palavrinha é mágica para as crianças, mas pode representar um desafio para os pais. A turminha tem uma energia inesgotável e está sonhando com as férias de julho.

Livres dos horários e deveres da escola, as crianças só querem brincadeiras e muita diversão. Como nem sempre é possível programar uma viagem de férias em família, é melhor que a mamãe e o papai preparem um bom estoque de brincadeiras para manter as crianças animadas.

Então, que tal esquecer um pouco a TV, o computador e o videogame e pensar em brincadeiras educativas que envolvam toda a família e que transformem as férias de julho em gostosos momentos de interação e aprendizagem ao mesmo tempo? Temos algumas sugestões divertidas para que as férias sejam um prazer para a família inteira. Confira:

Inventando histórias e poesias para treinar vocabulário

Vamos inventar uma história juntos? A primeira criança cria o início da história e define algumas personagens. A segunda criança se encarrega de continuar a história a partir da última frase dita pela primeira e acrescenta ações e mais personagens ao enredo. A próxima continua a inventar personagens e situações, sempre com base na última frase falada e assim por diante, voltando à primeira criança depois que todos tiverem contribuído para a história.

O resultado fica engraçado, pois os pedaços de história nem sempre são coerentes e isso rende boas risadas. Formar versinhos usando os nomes da família e criando rimas engraçadas também é estimulante e divertido.

Telefone sem fio: treinando o ouvido e a memória

A família senta-se no chão formando uma roda. A mamãe diz uma frase baixinho no ouvido da criança ao lado, que terá de repetir a frase no ouvido da próxima pessoa. A frase deve ser falada uma vez só, não vale repetir.

Quem não escutou direito, fala no ouvido do próximo da roda o que conseguiu entender e assim por diante, até completar a roda e voltar à primeira pessoa que criou a frase. Na grande maioria das vezes, o resultado final é bem divertido, pois será totalmente diferente da frase original.

Teatro e circo: ótimo exercício para a desinibição dos mais tímidos

As crianças se fantasiam e encenam uma peça de teatro. Pode ser uma história conhecida, mas melhor ainda se elas próprias inventarem a história. Se a brincadeira for de circo, os bichinhos de estimação da família podem entrar em cena também, ao lado das mágicas e cambalhotas.

Tenham o cuidado de forrar o chão com um colchonete, tapete ou almofadas para que ninguém se machuque nas cambalhotas.

Estimulem a participação de todas as crianças, principalmente das mais tímidas. Vovós, titios e outros parentes podem ser convidados para se sentarem na plateia e aplaudir com entusiasmo, claro!

Brincando de cozinhar: estímulo para criar formas e experimentar odores e sabores

Sempre sob a supervisão de um adulto, as crianças vão para a cozinha preparar comidinhas. A mãe pode preparar uma massa de biscoito e deixar que a turminha invente figuras e formatos engraçados para colocar na assadeira. É como brincar de massinha de modelar, só que desta vez a massinha é para comer.

Nunca é demais lembrar que as crianças devem ficar sempre longe do fogão, do forno e de objetos cortantes.

Os pequenos cientistas descobrem um mundo novo no jardim

A curiosidade infantil é insaciável, por isso crianças adoram explorar a natureza a sua volta. Equipe a turminha com lupas e lentes de aumento para observarem as plantas e os insetos do jardim. Peça a eles que contem com detalhes o que estão vendo: de que cor é esta joaninha? Quantas pernas tem esta aranha? E aquela florzinha vermelha, quantas pétalas tem?

Aproveite para explicar como as abelhinhas espalham o pólen das flores e contribuem para que outras flores apareçam. Este também é o momento ideal para ensinar a importância da preservação da natureza. Para o bem do planeta, plante a semente da consciência ecológica na cabecinha da criançada desde cedo.

Os jogos ensinam que a vida não é feita só de vitórias

Algumas crianças são muito competitivas e têm dificuldades em lidar com a derrota. Jogos de tabuleiro, de baralho, dominó e outros jogos tradicionais são úteis para que a criança aprenda que às vezes se ganha e às vezes se perde. Assim é no jogo, assim é na vida.

Música e dança: vamos fazer um baile nas férias de julho

Aquela antiga brincadeira de subir nos pés do papai para acompanhar a coreografia que ele inventa é sempre um prazer para os pequeninos. Cada criança pode subir nos pés de um adulto para dançarem juntos. Depois, cada um dança sozinho, inventando passos engraçados. Ótimo exercício físico para prevenir a obesidade infantil e divertir a família toda!

Você se lembra do que gostava de brincar quando chegavam as férias de julho? Dê as suas dicas de brincadeiras também e aproveite!

Assinatura Equipe

3.00 avg. rating (63% score) - 1 vote
Esse conteúdo foi útil?
3.00 avg. rating (63% score) - 1 vote

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.