Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Literatura infantil brasileira: 7 livros que toda criança deve ler

A Barata Diz Q Tem

A frase “quem lê, viaja” resume muito bem a importância da leitura enquanto criança: é por meio dela que se descobre não apenas novas palavras, mas novos mundos, pessoas e lugares.

Que tal oferecer a uma criança um bom livro da literatura infantil brasileira? No Brasil, existem diversos autores de livros para crianças reconhecidos nacional e internacionalmente, que ajudarão os pequenos a desenvolver sua linguagem e imaginação. Conheça agora sete livros de literatura infantil para ter na biblioteca!

1 – A história dos pingos – Mary França e Eliardo França

literatura infantil brasileira (1)

A História dos Pingos conta como foi a criação dos personagens Pingo-de-Mar, Pingo-de-Céu, Pingo-de-Fogo, Pingo-de-Ouro, Pingo-de-Sol, Pingo-de-Flor e Pingo-de-Lua. Nesse livro, Mary e Eliardo França mostram uma ótima forma de ensinar cores, ética e sentimentos para as crianças com uma linguagem leve e que marcou diversas gerações.

2 – O menino maluquinho – Ziraldo

É quase impossível ser brasileiro e nunca ter ouvido falar sobre o Menino Maluquinho ou sobre o autor Ziraldo. O personagem está presente em tirinhas, filmes e na televisão. Tudo começou com o livro, publicado em 1980, que conquistou milhares de crianças e adultos com as ideias mirabolantes do menino com a panela na cabeça.

3 – Turma da Mônica – Maurício de Sousa Produções

literatura infantil brasileira (3)A Turma da Mônica, criação de Maurício de Sousa, já faz parte do imaginário coletivo brasileiro. Baseado em seus amigos de infância e família, Maurício de Sousa criou a turminha mais amada do Brasil, que faz sucesso e encanta crianças e adultos há mais de 50 anos.

Além de inúmeros gibis, a Turma da Mônica também conta com HQs mais sérias, livros, filmes, animações, jogos e muito mais. Presente também em diversos países, é impossível falar de literatura infantil brasileira sem citar a turminha.

4 – Bisa Bia, Bisa Bel – Ana Maria Machado

Desde seu lançamento original, em 1981, “Bisa Bia, Bisa Bel” já vendeu cerca de meio milhão de exemplares por todo o mundo, com traduções e lançamentos em outros cinco países. Ganhador de diversos prêmios, o livro levou também Selo de Ouro da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, a honra que apenas o melhor livro juvenil do ano leva. Bisa Bia, Bisa Bel é com certeza um dos maiores clássicos da literatura infantil brasileira.

Segundo a autora o livro foi escrito para contar sobre a saudade que sentia dos seus avós. Na história, uma menina chamada Isabel – a Bel -, convive tanto com sua bisavó bisa Bia quanto com a sua futura bisneta, a neta Beta.

5 – Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias – Ruth Rocha

literatura infantil brasileira

Escrito por Ruth Rocha, Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias conta divertidas histórias do cotidiano. Marcelo, que dá nome ao livro, cria palavras novas, enquanto Terezinha e Gabriela descobrem a importância das diferenças e Carlos Alberto percebe que não tem nada sem seus amigos.

Um livro leve e divertido, Marcelo, Marmelo, Martelo foi lançado em 1976 e é recomendado para crianças a partir de oito anos.

6- O Fantástico Mistério de Feiurinha – Pedro Bandeira

literatura infantil brasileira

Lançado em 1986, O Fantástico Mistério de Feiurinha conta a história de uma princesa desaparecida, que dá nome ao livro. A história foi criada por Pedro Bandeira e foge da ideia convencional de contos de fada e do “felizes para sempre”.

A busca pela princesa perdida é organizada por Branca de Neve e outras princesas, que são todas cunhadas por casarem com príncipes da família Encantado. O problema encontrado pelas princesas é grande: Feiurinha estava desaparecida por não ter livro, nem história e muito menos um autor, ou seja, faltava a história ser escrita . E com essa missão, a aventura envolvente começa!

7- Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque e Ziraldo

Lançado em 1970 e relançado em 1979, Chapeuzinho Amarelo conta a história de uma garota que, de tanto medo que sentia, era amarela. O livro foi escrito pelo músico, compositor e autor Chico Buarque, com ilustrações feitas por Ziraldo.

A história fala sobre medo, ansiedade, brincadeiras, poesia e muito mais, o que pode gerar um bom ponto de conversa sobre os medos das crianças. As rimas de Chico embalam toda a história com suavidade e humor. O livro ganhou, em 1998, o prêmio Jabuti e recebeu o selo Altamente Recomendável Para Crianças, cedido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Caso queira conhecer ainda mais livros para crianças, vale a pena buscar aqueles que receberam selos de qualidade pela FNLIJ. Boa leitura!

Leia também:


3.50 avg. rating (69% score) - 2 votes
Esse conteúdo foi útil?
3.50 avg. rating (69% score) - 2 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.