Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Mudança

A Barata Diz Q Tem

Acabei de terminar minha terceira mudança de país desde que a Nina nasceu. Brasil, Equador e, agora, Estados Unidos, tudo em dois anos. Eu, a pessoa mais apegada do mundo, exercendo cotidianamente o exercício de dizer tchau e começar de novo.

Chegamos por aqui há duas semanas. Entre caixas, malas, busca por apartamento e falta de rotina, decidi que precisava urgentemente definir a nova escolinha da Ninoca. Encontrei o que, para mim, é a escola perfeita para o momento: pequena, acolhedora, com vários estudantes estrangeiros e sem um currículo rígido.

No primeiro dia de aula, a Nina diz “bye bye”, senta-se na mesa redonda com os novos colegas e, discretamente, dispensa a minha presença. Vou embora chorando inconsolavelmente. Paro o carro para me recompor e fica claro que, obviamente, estou chorando por mim, não por ela. Estou chorando porque tenho pena de mim. A Nina não precisa da minha pena.

Minha filha tem muito mais desprendimento do que eu. Muda de vida muito mais facilmente do que eu. Pode muito mais com a cara de pau e o desembaraço que tem. Não se importa em falar inglês errado, e segue falando mesmo que ninguém entenda. Tem mais curiosidade de ver o mundo do que apego ao que já viu. Diz “não chora, mamãe, não precisa” todas as vezes que me vê desabar em meus acessos de saudades – e eu tenho saudade de tudo, o tempo todo.

Esse primeiro dia de aula da Ninoca passa devagar para mim. Quase não passa, na verdade. Mas finalmente chega a hora da saída. Ela me vê chegando da janela da sala e chora um choro também inconsolável. Corre para o meu colo, chora mais um pouco. Mas vê o meu choro e diz “não, mamãe, não precisa”, limpa as lágrimas com aquela mão gordinha e conta que fez um passarinho, que tomou suco, que conheceu uma menina e que bateu a cabeça mas “já melhorou”.

Em mim também vai melhorando. “Não chora, mamãe, não precisa”: é esse o meu mantra atual.

Obrigada por vir comigo, filha.

Assinatura Adriane Barroso

Esse conteúdo foi útil?
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Comentários

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.