Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

Ter um animal de estimação pode fazer muito bem para seu filho!

A Barata Diz Q Tem

Todos os pais que um dia tiveram um animal de estimação durante sua infância sabem da alegria que é ter um companheiro para todas as horas. De um pequeno peixe no aquário a um cachorro no quintal, ter um bichinho pode acrescentar muito ao seu lar e a sua família. Ele não só proporciona alegria e bem-estar, contribui com o aprendizado da empatia, do companheirismo e da responsabilidade.

Assim, um animal de estimação traz diversos benefícios para a criação e para o desenvolvimento de seus filhos, estabelecendo um lar saudável, de muito amor e carinho, ao mesmo tempo que ensina os pequenos sobre os cuidados, os limites e as responsabilidades envolvidas ao se relacionar e cuidar de um outro ser.

Leia este post e saiba como ter um animal de estimação pode fazer muito bem para seu filho:

Qual é a idade ideal para ter um animal de estimação?

Como destacam alguns profissionais da saúde, não há uma idade ideal, mas sim etapas diferentes do desenvolvimento da criança sobre os quais os pais devem se atentar. Cada idade determinará que tipo de animal e que tipo de relação a criança pode ter com um bichinho.

Um pássaro ou um peixe, por exemplo, podem não exigir muitos cuidados e auxiliar no desenvolvimento cognitivo dos pequenos. Um gato ou um cachorro, contudo, podem ser mais indicados para crianças acima de 3 anos, uma vez que exigem delas habilidades motoras mais desenvolvida de modo a interagirem.

Entretanto, não há um consenso entre os especialistas. De modo geral, eles afirmam ser positivo incluir o pet na rotina da família desde os primeiros meses do bebê, uma vez que o animal de estimação pode fortalecer o sistema imunológico de seus filhos. Uma pesquisa conduzida na Finlândia, por exemplo, indica que crianças com contato com cachorros e gatos desde cedo têm mais chances de terem menos infecções respiratórias durante o primeiro ano de vida.

Qual é o papel dos pais nesse processo?

O importante é os pais saberem identificar se seus filhos estão preparados para uma mudança na rotina e o quão presente pode ser o pet em suas vidas. Os adultos devem saber também intermediar essa relação, supervisionando todo o processo. Logo, jamais devem colocar sobre os filhos — seja qual for a idade — a total responsabilidade sobre o animal de estimação.

Como apresentar essa ideia às crianças?

Incluir um animal de estimação na rotina da família pode não envolver simplesmente a compra de um pet. Esse processo requer alguns cuidados e pode ser bastante educativo. A adoção, em vez da compra de um animal de raça, por exemplo, pode ensinar às crianças valores como compaixão e empatia. E ainda pode quebrar alguns paradigmas de consumo — é importante ensinar que um bichinho não é uma mercadoria e, portanto, exige um tratamento especial.

Para os mais novos, é importante apresentar a ideia antes de adquirir um pet, aproximando os conceitos de animal e dos cuidados necessários. Esse processo pedagógico pode ser feito por meio de brinquedos, como animais de pelúcia, ou por meio de livros educativos. Assim, na hora certa, seus filhos saberão lidar com esse novo companheiro de aventuras.

E então, gostou de saber sobre como ter um animal de estimação pode fazer muito bem para seu filho? Aproveite, então, para deixar sua opinião em nosso post!

Assinatura Equipe

Esse conteúdo foi útil?
0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado.